Evolução do Homem

Evolução do Homem

Introdução

Durante milhões de anos a Terra foi habitada por hominídeos, antepassados do Homem, que procura­vam sobreviver por meio da recolecção de alimentos, da caça e da pesca – economia recolectora.
Trabalharam a pedra para obterem utensílios e armas. Descobriram o fogo, que contribuiu para alterar os seus hábitos.
Da África Oriental, provável berço da Humanidade, deslocaram-se para outras regiões à procura de melho­res territórios para pastos, caça e pesca. Eram nóma­das.
O Homem do Paleolítico manifestou preocupações estéticas (o gosto pelo belo) e sentimentos religiosos.
No Neolítico dão-se profundas alterações na vida das populações.
O Homem começou a viver da agricultura e da pecuá­ria – economia produtora. Tornou-se sedentário. Sur­giram inovações: instrumentos de pedra polida, cerâ­mica, cestaria e tecelagem; os primeiros aldeamentos e as sociedades estratificadas, assim como novas formas de manifestação artística e religiosa.


O berço da humanidade

AS SOCIEDADES RECOLECTORAS

O processo da hominização

Há apenas quatro milhões de anos, da evolução de um ramo dos símios surge, finalmente, o primeiro hominídeo, que se designa por Australopithecus (macaco do Sul). Esta distinção terá sido resultante da adaptação a um novo habitat, criado pela transformação da floresta equatorial em savana.
Neste novo meio ambiente os hominídeos passaram a viver no solo, a caminharem sem esforço – locomoção bípede -, sendo obrigados a elevar-se para alcançarem as folhas das árvores, base da sua alimentação.
Tudo isto contribuiu para o desenvolvimento da posição vertical. Esta posição permitiu importantes modificações físicas:
- a mão libertou-se da função locomotora, passando a ser utilizada para carregar alimentos ou no fabrico de instrumentos; a oponibilidade do dedo polegar aumentou a força e a precisão na preensão (acto de agarrar);
- no pé, o dedo grande tornou-se firme e fixo, transformação essencial à locomoção;
- com a posição vertical e libertação da mão, o volume do cérebro aumentou, produzindo-se modificações profundas no crânio e na face: os dentes diminuíram de tamanho e a mandíbula (ma­xilar inferior) tornou-se gradualmente menos proeminente, a par do desenvolvimento das capacidades intelectual.

A este lento, longo e complexo processo de evolução física e intelectual dos hominídeos chama-se hominização.

Evolução dos hominídeos

O fabrico dos instrumentos

Os primeiros instrumentos fabricados pelo Homo habilis eram seixos quebrados (talhados numa só face) com arestas cortantes. O Homo erectus fabricou bifaces, seixos talhados nas duas faces, com 12 a 15 cm de altura, reveladores de uma técnica de fabrico apurada.
Mais tarde, com lascas resultantes desta técnica, o Homo sapiens sapiens criou novos instrumentos: raspadores, lâminas, buris, pontas de lança, azagaias, flechas e dardos.
O material utilizado foi a pedra, sobretudo o sílex. Por isso, este pe­ríodo da História da Humanidade, em que os instrumentos fabricados são de pedra lascada , é designado por Paleolítico (paleos = antigo + lithos = pedra). Mas o osso e a madeira foram também ma­teriais muito usados na produção de anzóis, arpões, agulhas e furadores, utilizados na caça, na pesca e na preparação das peles.
Os instrumentos produzidos pelo Homem do Paleolítico constituem fontes históricas preciosas. Cada instrumento é um vestígio da vida na época pré-histórica.

Alguns instrumentos do Paleolítico Inferior


Alguns instrumentos do Paleolítico Médio

Alguns instrumentos do Paleolítico Superior
O domínio do fogo
O fogo foi uma das maiores conquistas da Humanidade. O Homo erectus aprendeu a produzi-lo e a mantê-lo: friccionando dois pedaços de madeira de dureza diferente e fazendo girar um sobre o outro – fogo por fricção; ou batendo com duas pedras uma na outra – fogo por choque.
O fogo permitiu ao Homo erectus afastar os animais selva­gens, aquecer e iluminar o interior das cavernas, cozinhar ali­mentos, fabricar instrumentos e facilitar a comunicação em grupo.

A economia recolectora

Para assegurarem a subsistência, os primeiros homens limita­ram-se a utilizar os recursos naturais: da terra obtinham semen­tes, vegetais, raízes, mel, insectos e pequenos animais que pudessem apanhar à mão; dos rios e dos lagos tiravam os peixes.
Mas sucessivas alterações climáticas provocaram, muitas vezes, a escassez destes alimentos, levando os homens a des­locarem-se de região para região, na perseguição de ani­mais de grande porte, próprios de climas frios (mamute, bisonte, rena e cavalo). As técnicas de caça eram variadas: cerco dos animais, batidas, armadilhas. Eram, por isso, nómadas e este tipo de economia denomina-se economia recolectora.
Há ainda povos cuja economia se assemelha muito aos povos recolectores do Paleolítico.

O alargamento das áreas habitadas

Durante o período da última glaciação, o nível do mar baixou e ficou exposta terra que antes estava submersa. O Homo sapiens sapiens pode, dessa forma, expandir-se para outros territó­rios: foi possível a ligação entre a América e a Ásia através do estreito de Bering, e os povos do Sudoeste asiático aproveitaram a proximidade das variadas ilhas para chegarem à Austrália. Dá-se assim um evidente crescimento populacional.

Bibliografia:
Neves, Pedro Almiro e outros Clube História 7,Porto, Porto Editora, 1998.
Honrado, Alexandre, 6 Desafio da História 7, Porto, Areal Editores, 2002.

Jorge Barros, nº 21
7º B

About these ads

8 Respostas

  1. é muito bom

  2. obrigado ajudaste me a fazer o trabalho de casa .Continua assim que vais bem e todos vao te agradecer .

  3. acho que este trabalho ensina muita coisa ,é bastante cultivador e ajudou-me a saber mais sobre o tempo de paleolitinho mas acho que devia tambem constar neste documento o que quer dizer tempo do paleolitico.

  4. obrigada.graças a isto tirei excelente no teste de historia

  5. O MUNDO PODERIA SER UM ETERNO PARAISO, SE O HOMEM NÃO CARREGAR-SE DENTRO DE SI TANTA VINGANÇA E TANTA VIOLENÇIA.

  6. Foi muito bom, ajudou a esclarecer melhor a continuidade da materia, as fotos sao otimas, obrigada.

  7. MUITO BOM ME AJUDOU AO MEU TRABALHO VALEU MESMO

  8. sem palavras

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: